Uces celebra 70º aniversário de fundação e 110 anos da imigração japonesa no Brasil

(Aldo Shiguti)
(Aldo Shiguti)

Uma grande data, ou melhor, duas grandes datas merecem uma comemoração à altura. Pensando assim, a Uces (União Cultural e Esportiva Sudoeste) realizou uma grande festa para celebrar seu 70º Aniversário de Fundação e os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. Realizado no último dia 4, no Kaikan de Piedade (Associação Cultural e Esportiva de Piedade), a comemoração reuniu cerca de 500 pessoas e foi dividida em duas partes.
A primeira contou com a celebração de um culto religioso pelo monge Satoshi Sakurai e a cerimônia propriamente dita, com a participação de autoridades e homenagens. No Ofício em Homenagem aos Antepassados Falecidos da Região Sudoeste, o monge Sakurai destacou que as celebrações dos 70 anos da Uces e os 110 anos da imigração japonesa no Brasil eram também uma oportuidade para fazer uma reflexão sobre a luta travada pelos ancestrais que fundaram a associação três anos após a Segunda Guerra.
“Temos sempre que lembrar que existiram momentos difíceis. Não deve ter sido fácil para os primeiros imigrantes, principalmente para os jovens, que se reuniram para formar esta associação com o intuito de superar aqueles momentos e também criar lideranças dentro da comunidade. Hoje, a Uces desevolve atividades não só no campo esportivo, como também atua na formação de cidadãos, contribuindo para a melhoria da sociedade brasileira”, disse o monge.

Silvio Furukawa e Toshiaki Yamamura no culto religioso (Aldo Shiguti)
Silvio Furukawa e Toshiaki Yamamura no culto religioso (Aldo Shiguti)

Após o culto, teve início a cerimônia oficial, com a presença do presidente da Uces e Fenivar (Federação das Entidades Nikkeis do Vale do Ribeira), Toshiaki Yamamura; do cônsul adjunto, Akira Kusonoki; do presidente da Câmara Municipal de Mairinque, Kiyoshi Hirakawa; do vereador de Piedade, Wagner Takeshi Yoshizako; do vice-presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Osamu Matsuo; do vice-prefeito de Sete Barras, Jorge Kiyohara; do diretor da Jica, Hiroshi Sato; do presidente da Acep, Tetsuo Kanno; do presidente do Conselho Deliberativo da Uces, Yasuhiro Fukuju; e do presidente da Comissão Organizadora, Silvio Furukawa, além do prefeito de Tapiraí, Alvino Guilherme Marzeuski, presidentes de kaikans e assessores parlamentares.

Homenagens – Um dos pontos altos foram as homenagens prestadas pela Comissão Organizadora. Primeiro para todas as 24 associações filiadas, depois para os indicados dos Departamentos e aos ex-presidentes dos últimos 20 anos – Matsuo Ebina, Toshiro Enomoto (in meorian) e Hélio Mori –, além das homenagens especiais a Elisa Untem (Registro) e Tetsuhito Amano (Colônia Pinhal) e da Fenivar. Por último, mas não menos merecido, a Uces rendeu homenagens aos Departamentos de Senhoras (Fujinkai) de todas as associações.

O vereador Aurélio Nomura (PSDB), através do assessor Tomio Katsuragawa, homenageou o presidente da Uces e o presidente da Comissão Organizadora, respectivamente, Toshiaki Yamamura e Silvio Furukawa, com Voto de Júbilo. Na ocasião, o deputado estadual Pedro Kaká (PODE) homenageou Osamu Yamashita, um dos fundadores da Colônia Pinhal, com a entrega do Colar de Honra ao Mérito Legislativo – a maior honraria da Assembleia Legislativa de São Paulo – por sua trajetória de desbravador da região.
Segundo o assessor Paulo Ogata, este ato é realizado normalmente no Plenário da Alesp, “mas por uma deferência especial do presidente da Casa, Cauê Macris, e de toda a Mesa Diretora, foi autorizado que esta hoimenagem fosse realizada em Piedade. A entrega foi feita pela assessora Margarida Soligo.

Toshiaki Yamamura (Aldo Shiguti)
Toshiaki Yamamura (Aldo Shiguti)

Duplo festejo – Dando início a série de discursos, Toshiaki Yamamura destacou o “duplo festejo” e “rendeu respeito e admiração aos desbravadores que aqui chegaram, enfrentando as mais diversas dificuldades”, e prestou condolências “aos que já nos deixaram”.
“Neste memorável ano, a Uces também comemora seu 70º aniversário de fundação. Nasceu aqui mesmo, em Piedade, logo após a Segunda Guerra com o objetivo de unir todas as entidades congêneres da nossa região. Atualmente são 24 Bunkyos associados e graças aos esforços dos 21 ex-presidentes e seus diretores, vem promovendo diversas atividades culturais, esportivas, ensino do idioma japonês e entretenimento entre os associados”, destacou Yamamura, que parabenizou “todos os homenageados e os Departamento de Senhoras pelos relevantes trabalhos e contribuições prestados às suas associações e, consequentamente, à Uces”. Por fim, Yamamura agradeceu os brasileiros “que nos receberam de braços abertos, indistintamente, e a nossa retribuição é colaborar e contribuir para o desenvolvimento do nosso país”.

Cônsul adjunto Akira Kusunoki (Aldo Shiguti)
Cônsul adjunto Akira Kusunoki (Aldo Shiguti)

Em sua fala, o cônsul geral adjunto, Akira Kusunoki contou um pouco sobre a trajetória da Uces, desde quando era conhecida ainda como União Desportiva Sudoeste e que seu principal propósito era incentivar e educar através da prática do esporte. “Este último [esporte] tem essa capacidade de ensinar a disciplina, trabalho em equipe valores éticos e orientar os jovens a seguir o camnho do bem”, explicou Kusunoki, lembrando que “ao longo do tempo a união cresceu e aumentou suas atividades agregando também mais pessoas no mesmo objetivo”.

Princesa – “As atividades que os senhores e seus antepassados realizaram e continuam realizando através desta entidade é de extrema importância para toda a região e faz a diferença na vida de muitas pessoas”, observou o cônsul, que destacou ainda outro marco importante em 2018: as comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. “Tivemos diversos eventos ilustres e tivemos a honra de receber no Brasil a visita de Sua Alteza Imperial, a princesa Mako. Neste contexto, meu desejo é que os laços que unem a comunidade nikkei, o Brasil e o Japão se fortaleçam ainda mais. Espero que a preciosa herança dos imigrantes japoneses seja transmitida para as novas gerações através de entidades como essa”, finalizou.
Já Hiroshi Sato destacou a cooperação entre a Jica e a região Sudoeste em programas como treinamento e bolsas no Japão. “Atualmente temos voluntários atuando na região nas áreas de ensino da língua japonesa, culinária e agricultura. Futuramente enviaremos um voluntário na área de desevolvimento comunitário”, garantiu.

Tetsuo Kanno (Aldo Shiguti)
Tetsuo Kanno (Aldo Shiguti)

Reverência – Para o presidente da Acep, Tetsuo Kanno, “quando penso em 110 anos da imigração japonesa imagino nossos antepassados a bordo do Kasato Maru em busca de um futuro melhor”. “Acho que a esperança de uma vida melhor deu coragem àqueles pioneiros, que trouxeram na sua bagagem exterior o minimo necessário para a sua sobrevivência. Mas na sua bagagem interior trouxeram uma enorme sabedoria que nem mesmo eles imaginavam a sua dimensão. Ao se depararem com a dura realidade nas lavouras e cafezais, dispersados e separados de seus companheiros de viagem no extenso território brasileiro, começaram uma nova vida, abrindo e conquistando seu espaço num país tão diferente ao da sua origem. Mesmo em época de dura sobrevivência, tinham dentro de si incutidos a cultura japonesa, a valorização do núcleo familiar, da educação, da formação etica e jamais esqueceram de suas origens e de suas raízes. A necessidade de uma vida comunitaria e fortalecimento de suas ideias fez com que surgissem grupamentos em forma de cooperativas e associações. E assim nasceu a Uces, que há 70 anos vem cumprindo seus objetivos e suas metas”, disse Kanno, que, olhando para os convidados, disse que sente-se “protegido” e “fortalecido” para continuar cumprindo os ideais de seus antecessores. “Um dos primeiros costumes que os nikkeis aprendem é nos curvarmos ao cumprimentarmos as pessoas. E hoje eu me curvo diante dos senhores em sinal de respeito e gratidão. E amanhã faremos parte de uma história”, concluiu.

Presidente da Comissão Organizadora, Silvio Furukawa (Aldo Shiguti)
Presidente da Comissão Organizadora, Silvio Furukawa (Aldo Shiguti)

Agradecimentos – Presidente da Comissão Organizadora, Silvio Furukawa agradeceu “cada uma das 24 regionais pela dedicação e colaboração e todo planejamento que foi feito desde janeiro para que esta festa fosse realizada”. E fez um agradecimento “muito, mas muito especial à Acep, na pessoa do presidente Tetsuo Kanno, por sediar o encontro”.
Segundo Silvio, “quando falamos em festejos, como o de hoje, de 70 anos de fundação, mais 110 anos de imigração japonesa, o que me vem a cabeça é agradecer.”. “Precisamos render os nossos mais sinceros agradecimentos a todos os que nos antecederam, ex-presidentes, ex-diretores, que batalharam e brigaram para a continuidade desta associação que hoje completa 70 anos”, disse ele, que destacou ainda a participação dos Fujinkais nos eventos e “puxando a brasa pra sardinha de Vargem Grande Paulista” – afinal é de lá –, revelou que a escola de cultura japonesa de Vargem Grande Paulista estava completando 84 anos de fundação exatamente no dia 4 de novembro. Foi aplaudido.

Mesa com autoridades, dirigentes e convidados (Aldo Shiguti)
Mesa com autoridades, dirigentes e convidados (Aldo Shiguti)

Churrasco com sushi – O vereador de Piedade, Wagner Takeshi Yoshizako, destacou a contribuição dos japoneses para o desevolvimento econômico da região, especialmente no cultivo de hortaliças, legumes e frutas, como o caqui, morango e pêssego, entre outros”. “A colônia japonesa sempre prezou pela melhor educação de seus filhos, investindo com veêmencia nos valores éticos e culturais do Japão e através destas iniciativas surgiram associações japonesas, como a Uces e a Acep. Mesmo diante de todas as crises, sejam financeiras ou políticas, vejo o crescimento da nossa associação, o kaikan, devido os associados trabalharem. primeiramente, em prol da comunidade, sendo exemplos de cidadãos solidários e trabalhadores”, destacou.

Descerramento da placa comemorativa dos 70 anos da Uces (Aldo Shiguti)
Descerramento da placa comemorativa dos 70 anos da Uces (Aldo Shiguti)

Finalizando a cerimônia no salão social, os diretores e convidados descerraram a placa que ficará na Acep e posaram para a foto oficial. No caminho para o ginásio de esportes, onde foi servido um almoço com sushi, sashimi e churrasco preparado pelos Funjinkais, uma pausa para a apresentação do taiko com grupos da região. Apresentações artísticas encerraram a programação.

Corte do bolo comemorativo (Aldo Shiguti)
Corte do bolo comemorativo (Aldo Shiguti)
Apresentação de taiko reuniu seus grupos da Sudoeste (Aldo Shiguti)
Apresentação de taiko reuniu seus grupos da Sudoeste (Aldo Shiguti)
Comentários
Loading...