Tenis de Mesa X Futebol

Marcos Yamada com equipe do Shandong Luneng (divulgação)
Marcos Yamada com equipe do Shandong Luneng (divulgação)

A China é o pais que detém a hegemonia no tênis de mesa, durante muitos anos. Por que? Um projeto de Mao Tse Tung e Xou en lai, na década de 1940, resultou em 10 milhões de atletas federados e inúmeras medalhas olímpicas e mundiais.
Como não existia nenhum campeão mundial chinês, eles escolheram o tênis de mesa como seu principal esporte e fizeram um excelente plano de massificação.
Criaram escolas em todos os bairros e cidades; os atletas com potencial que conseguiam vagas nas seleções regionais, estaduais e nacionais, passavam a ganhar muito dinheiro, com o compromisso de devolvê-lo ao conquistar os prêmios nas competições internacionais.
Nesse modelo, eles se tornaram uma potência mundial e todos os países passaram a realizar intercâmbio com eles.
Conseguimos desde 2005, um convênio com uma escola no estado de Shandong, no Luneng Table Tennis School, especializada em futebol e tênis de mesa.
Mais de 100 atletas Latino-Americanos, já estagiaram lá e devido ao Brasil ser também uma potência no futebol, consegui um convênio com o São Paulo FC para eles.
Viajei com a equipe profissional sub – 20 e conquistamos ouro e bronze nas duas competições que participamos e nessa ocasião já contrataram, técnicos, preparadores físicos e treinador de goleiros para a equipe do Shandong Luneng, equipe onde atuaram, Wagner Love, Diego Tardeli, Gil do Corinthians, Aloisio e Jucilei do SPFC e o técnico Mano Menezes.
Agora eles compraram uma equipe de futebol em Porto Feliz, no interior paulista, o “Desportivo Brasil”, daí mandam os chineses para cá, objetivando aprender o futebol.
Mas também querem jogar o tênis de mesa, por isso fizemos uma ação com eles pra sentir a aceitação da modalidade e desenvolver a velocidade de raciocínio, visão e habilidade motora.
Quem sabe, eles não voltem para o seu esporte preferido. “Pin Pan Qiu”.

Comentários
Loading...