Suzano=Primeiro curso de capacitação de Apoiadores de Pessoas com Demncia=Difuso do método japonês no Brasil, que também está envelhecendo=110 cidados se tornaram apoiadores

alunos mostrando o "anel laranja", smbolo de quem  Apoiador de Pessoa com Demncia
alunos mostrando o “anel laranja”, smbolo de quem  Apoiador de Pessoa com Demncia

O curso de estreia dos “Cuidados com Pessoas com Demência” foi realizado no dia 18 de julho em uma instituição municipal de serviços sociais de Suzano (prefeito Rodrigo Kenji de Souza Ashiuchi), na Grande São Paulo. O evento foi realizado com a colaboração da Casa de Repouso Suzano (Ipelândia Home), que faz parte da Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo), o Conselho de Ligação Caravan Mate do Japão (com sede em Tóquio) e o Escritório Regional da Jica (Japan International Cooperation Agency) em São Paulo.

Foi a primeira vez que um órgão brasileiro de administração pública organizou o curso. Cerca de 110 moradores assistiram no dia e se tornaram Apoiadores de pessoas que sofrem de demência. A primeira dama do município, Larissa Ashiuchi, que esteve à frente da organização do curso, comentou: “Quero que Suzano seja uma cidade onde as pessoas possam morar com segurança mesmo depois de entrarem na velhice. Estamos estudando a possibilidade de realizar o curso periodicamente”.

 

O curso de “Cuidados com Pessoas com Demência” faz parte das ações de assistência que o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão iniciou em 2005. Tem cerca de 2 horas de duração e capacita as pessoas a compreenderem corretamente a doença e a darem assistência ao dia-a-dia dos pacientes que sofrem do mal. No Japão, esse curso é custeado principalmente pelas municipalidades e, até hoje, mais de 10 milhões de pessoas já receberem o treino.

Em meio ao envelhecimento e  baixa natalidade que crescem na sociedade japonesa, o objetivo  tentar atenuar os problemas assistenciais causados pela falta alarmante de cuidadores e de casas de repouso por meio do incentivo ao cuidado local onde os prprios moradores se ajudam mutuamente. O envelhecimento social e a baixa natalidade tambm avanam no Brasil e há urgência em estabelecer as medidas.

A ideia da realização do curso no Brasil surgiu graas ao trabalho que Mitsuko Hasegawa, que faz parte do Programa de Envio de Voluntários da Jica, vem desenvolvendo no Enkyo. Ao acompanhar a atividade da Assistência Médica Móvel (Junkai) do Enkyo, a voluntária percebeu que havia muita falta de conhecimento sobre a demência e passou a dar palestras nos locais onde a Assistência Móvel se dirigia ou nas Casas de Idosos que faz parte do Enkyo.

Hasegawa  uma “Caravan Mate (Companheira da Caravana de Apoio às Pessoas que sofrem de Demência)”, ou seja, possui habilitação para lecionar o presente curso. Larissa, a primeira dama de Suzano, soube da atividade dela e entrou em contato com a Casa de Repouso Suzano para sondar a possibilidade de organizar o curso na cidade. Para se organizarem, Hasegawa e a Casa de Repouso Suzano pediram ajuda ao Conselho de Ligação Caravan Mate do Japão, responsável pela organização dos cursos na terra de origem, e à Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica).

O curso foi dado em lngua portuguesa exatamente com o mesmo contedo do Japão. Por meio de Datashow e vídeos de DVD, foram apresentados os meios de prevenção da doença, atitudes que podem piorar o quadro, o preparo psicológico da família do paciente e os cuidados a serem tomados quando tem um morador na localidade sofrendo de demência.

Kinue Watanabe (63 anos, provncia de Gunma) e Snia Kudeken (65 anos, descendente de 2ª geração) que assistiram ao curso comentaram: “Aprendemos muita coisa que não conhecíamos, foi muito útil. Em relação aos idosos, existe um forte sentimento de ajuda mútua entre as famílias no Brasil, mas as ações institucionais são fracas e isso nos dá insegurança”.

A respeito desta ação, Mishima, o gerente da Casa de Repouso Suzano, relembrou: “A prefeitura tem colaborado muito para a manutenção de nossa Casa e sempre quis retribuir de alguma forma. Espero que possamos continuar a colaborar desta forma”.

Suzano  uma cidade que concentra muitos descendentes de japoneses, tanto  que cerca de metade dos participantes do curso tambm eram descendentes. O prefeito Rodrigo e o secretrio geral da prefeitura, Rinaldo Takashi Katsumata também são descendentes e conhecem bem o Japão.

A prefeitura estuda uma forma de manter a regularidade do curso, mas  necessrio que o ministrante tenha assistido ao Treinamento de Capacitação de Caravan Mate estabelecido pelo Conselho de Ligação Caravan Mate do Japo.

A Jica possui um regime de cooperação tcnica para projetos comunitrios – Kusanone, que ajuda na transferncia de tecnologia japonesa a pases emergentes No passado, este regime colaborou com o Enkyo a montar o Projeto de Integração Pr-Autista (Pipa) auxiliando na vinda ao Brasil do especialista que era necessário.

O representante-snior da Jica, Hiroshi Sato, comentou: “O curso é maravilhoso. Gostaria de viabilizar a regularidade do curso enquanto podemos contar com a presença de Hasegawa que possui o conhecimento de especialista no assunto”. O curso de “Cuidado com Pessoas com Demência” já está sendo dado fora do Japão, na Alemanha e na Inglaterra, organizado pelos grupos locais. (Tatsuya Ishikawa, Jornal Nikkey Shimbun)

 

 

Comentários
Loading...