Satoshi Ito e Hisashi Amagai são os homenageados deste ano do Prêmio Kiyoshi Yamamoto

Cerimônia, que acontece nesta sexta-feira, é uma das mais tradicionais do setor agrícola (arquivo)
Cerimônia, que acontece nesta sexta-feira, é uma das mais tradicionais do setor agrícola (arquivo)

Acontece nesta sexta-feira, 9, no Salão Nobre do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), no bairro da Liberdade, em São Paulo, um dos eventos mais tradicionais em que se presta homenagem a pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da agricultura, seja como produtor rural ou pesquisador. Trata-se da cerimônia de entrega do 48º Prêmio Kiyoshi Yamamoto, que em 2018 presta homenagem aos indicados pelas entidades representativas dos produtores e da comunidade nipo-brasileira, Satoshi Ito e Hisashi Amagai.
Instituído em 1965 pela Associação Brasileira de Estudos Técnicos da Agricultura (ABETA), o Prêmio Kiyoshi Yamamoto (PKY) é um dos prêmios mais tradicionais do setor agrícola do Brasil. Desde 1999, é promovido pela Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo), já tendo premiado mais de 150 pessoas e instituições por suas relevantes contribuições ao Brasil nas áreas de produção vegetal, produção animal, ensino, pesquisa, fomento, inovação e difusão de técnicas agropecuárias, bem como ações comunitárias e sociais.
Satoshi Ito nasceu na província de Hiroshima, Japão, e emigrou para o Brasil em 1954, aos 18 anos, logo iniciando na granja do tio sua atuação na avicultura. Em 1965, tornou-se independente e fez pessoalmente o corte dos eucaliptos e a construção do galinheiro iniciando as atividades da Granja Sumaré. De visão empreendedora, seguiu aprimorando seus conhecimentos, buscando melhorias e automatizando processos, contribuindo para o desenvolvimento da avicultura no país. Também desenvolveu e produziu esterco fermentado, puro e seco, para uso agrícola a todos os tipos de culturas e plantações.

In memorian – Satoshi Ito faleceu seis dias após a indicação do seu nome para o Prêmio Kiyoshi Yamamoto, no dia 28 de junho de 2018, aos 82 anos, pelo agravamento da arritmia cardíaca, insuficiência renal crônica e pneumonia, que contraiu há algumas semanas.
Está sendo homenageado in memorian por seu espírito empreendedor, capacidade administrativa e pioneirismo, contribuindo para o desenvolvimento técnico e econômico da avicultura nacional.
Hisashi Amagai nasceu na Província de Ibaraki, Japão. Em 1957 veio ao Brasil, para aprender sobre a criação de galinhas de postura e o cultivo de hortaliças. De 1959 a 1965, passou por cultivo de batata, melancia, tomate e hortaliças. Enfim, começou o cultivo experimental de kuri (castanha japonesa, do tipo portuguesa). Em 1970, formou pomar e se dedicou a desenvolver a atividade difundindo seus conhecimentos e promovendo a produção nacional, além de também incentivar o mercado consumidor.
O Prêmio Kiyoshi Yamamoto é concedido a Hisashi Amagai pelo seu desempenho como agricultor, espírito inovador e comunitário, tendo contribuído para a difusão do conhecimento técnico da cultura do kuri, espécie japonesa da castanha portuguesa no Brasil.

Cerimônia de Outorga do 48º Prêmio Kiyoshi Yamamoto
Quando: Dia 9 de novembro (sexta-feira) a partir das 19 horas
Onde: Salão Nobre do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381, 2º andar, Liberdade – São Paulo)
Adesão: R$ 100,00
Informações pelo telefone: 11/3208-1755 ou e-mail: evento@bunkyo.org.br

Comentários
Loading...