Maior feira de beleza das Américas, Beauty Fair mira internacionalização em meio à crise

Autoridades e convidados participam da tradicional cerimônia do Kagami Biraki (Jiro Mochizuki)
Autoridades e convidados participam da tradicional cerimônia do Kagami Biraki (Jiro Mochizuki)

Os números impressionam. Durante os quatro dias da 14ª Beauty Fair – Feira Internacional de Beleza Profisisonal – realizada de 8 a 11 deste mês em uma área de exposição de 82 mil m2 do Expo Center Norte, em São Paulo, reuniu 500 expositores e quase 2 mil marcas com promessa de movimentar R$ 660 milhões em volume de negócios. Os cerca de 170 mil visitantes que eram aguardados, entre profissionais do setor e empresários de países comos Estados Unidos, México, Inglaterra, Itália, Polônia, Espanha, Portugal, Japão, China e Coreia do Sul, participaram ainda de 100 eventos educacionais, além de palestras, workshops, clínicas e seminários.
Apesar disso, o setor não passou incólume à crise. “Em mais de meio século atuando no mercado de beleza brasileiro, posso dizer que em todo esse período vivi muitas oscilações na política e na economia, mas com muito trabalho, garra e coragem conseguimos chegar onde chegamos. A nossa nação está enfrentando dificuldades e o nosso setor sofre os impactos desta crise. Este é o momento de cada empresário não desanimar e não recuar e sim criar oportunidades, aumentar o ritmo de trabalho e buscar soluções, pois trabalhamos para o bem estar e autoestima das pessoas”, destacou o presidente de honra e fundador do Grupo Ikesaki, Hirofumi Ikesaki, durante a cerimônia de abertura da feira, no sábado (8), que contou com a presença do cônsul geral adjunto do Japão em São Paulo, Akira Kusonoki; da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, Lúcia França; do secretário estadual de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Júnior; do vice-presidente da Associação Comercial de São Paulo, Roberto Mateus Ordine; dos deputados federais federal Walter Ihoshi (PSD-SP) e Keiko Ota (PSB) e dos vereadores Ota (PSB) e George Hato (MDB), além de representantes do setor.

Ikesaki: “Este é o momento de buscarmos soluções” (Jiro Mochizuki)
Ikesaki: “Este é o momento de buscarmos soluções” (Jiro Mochizuki)

110 anos da imigração – Ikesaki destacou que o setor conta com mais de 2, 2 milhões de profissionais de beleza e mais de 1,1 milhão de salões de beleza, formais e informais, além de empregar mais de 8 milhões de pessoas. “Neste momento crítico, juntos, unindo nossas forças vamos atingir nosso objetivo, que é desenvolver o mercado de beleza do Brasil, pois somos o quarto maior consumidor de produtos de higiene e beleza do mundo”, disse Ikesaki, que também falou sobre os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil e parabenizou o presidente do Comitê Executivo da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, Yoshiharu Kikuchi.
“Neste ano histórico, o prefeito Bruno Covas renomeou a Praça da Liberdade para Praça da Liberdade-Japão, pelo qual a nossa comunidade agradece. Uma semana depois, o governador Márcio França assinou o decreto alterando o nome da estação Liberdade da Linha 1 -Azul do Metrô para estação Japão-Liberdade, o nosso eterno agradecimento por este importante gesto. Valeu a pena eu viver até os 90 anos para presenciar este maravilhoso e grandioso acontecimento para a comunidade nikkei”, destacou Ikesaki, que no almoço foi homenageado pelo ex-deputado Yasunori Kunigo, da Sociedade Brasileira de Educação e Integração com a ordem Comendador Grã Cruz – a mais alta honraria dentro da ordem.

Paulo Ventura recebe homenagem póstuma a Sergio Pasqualin (Jiro Mochizuki)
Paulo Ventura recebe homenagem póstuma a Sergio Pasqualin (Jiro Mochizuki)

A Beauty Fair também prestou uma homenagem póstuma a Sergio Medina Pasqualin, ex-presidente da Academia Brasileira de Eventos e Turismo e ex-diretor superintende da Expo Center Norte. O atual diretor superintendente do Expo Center Norte, Paulo Ventura, recebeu a homenagem em nome da família e dos funcionários.

Cesar Tsukuda: “Ano mais importante para o país” (Jiro Mochizuki)
Cesar Tsukuda: “Ano mais importante para o país” (Jiro Mochizuki)

Internacionalização – Diretor geral da Beauty Fair, Cesar Tsukuda também falou sobre a crise pela qual o país atravessa. “O pais passa por uma crise e o setor não é uma ilha separada do país. Por mais que haja um esforço enorme do mercado para tentar se deslocar ou ficar afastado do meio político, infelizmente isso não é possivel por muito tempo e é claro que o setor de beleza também sofre com esse momento tão complicado da nossa economia. Mas a gente não está aqui nesses quatro dias para discutir crise e sim para discutir como vamos sair dela. Sem a menor dúvida, colaboração, valorização do propósito de cada empresa e, principalmente, a valorização das relações humanas, são fundamentais para que a gente possa atingir esses objetivos e que a gente possa sair desta crise mais forte que entramos”, disse Tsukuda, explicando que “inteligência, confiança e cooperação são a base do crescimento do setor”. “Uma novidade que a gente trouxe para a feira e é algo que nós vamos apostar e acreditar cada vez mais é a internacionalização da Beauty Fair e, por consequência, das marcas brasileiras. Muito já foi feito, algumas atividades já foram desenvolvidas, algumas marcas já exportam seus produtos para outros países mas definitivamente a Beauty Fair entra nesse caminho e com certeza a gente quer contribur para a internacionalização dessas marcas”, destacou Tsukuda, afirmando que, na edição deste ano, graças à parceria com a CNI (Confederação Nacional da Indústria), a feira recebeu 12 compradores estrangeiros. “Tenho certeza que é o início de uma relação comercial muito grande do Brasil com o resto do mundo”, disse ele, que convocou os empresários para superar a crise.
“Nos meus 43 anos de vida, acho que esse é o ano mais importante da história recente deste país. Nós temos a oportunidade de escolher o país que queremos viver. Os próximos 40 dias vão decidir o que serão os próximos 4 anos desta nação. Estamos aqui numa sala de líderes. Cada um de vocês influenciam a comunidade, influenciam as pessoas que estão ao seu redor. Mas, mais que votar é nossa obrigação, como brasileiros e empresários do setor, conscientizar as pessoas do nosso entorno da necessidade e do valor que tem escolher bem não só o presidente da República e o governador mas também os deputados e senadores que vão compor o nosso Congresso Nacional”, destacou Tsukuda, acrescentando que “cabe a nós escolher bem os candidatos e cobrar deles atitudes corretas que traga o pais para um novo patamar”.
E foi aplaudido ao afirmar que é “apaixonado pelo Brasil”. “Sou apaixonado pelo país e acredito no futuro desta nação. Aqui escolhi para viver e para construir a coisa mais importante da minha vida, que é a minha família. Não abro mão do Brasil, não abro mão desse país”, afirmou Tsukuda.

Primeira-dama do Estado, Lúcia França destacou parceria com a feira (Jiro Mochizuki)
Primeira-dama do Estado, Lúcia França destacou parceria com a feira (Jiro Mochizuki)

Escola de beleza – A primeira-dama do Estado lembrou que a parceria do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo com a Beauty Fair é antiga, “mas pela primeira vez participamos com um espaço para mostrar um pouco do trabalho que o Fundo Social desenvolve”. “No Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo nós trabalhamos com a qualificação profissisonal. Nosso foco é qualificar pessas, principalmente aquelas em condições de vulnerabilidade social. Nós temos a Escola da Moda, a Escola da Construção Civil, a Escola do Artesanato, a Escola de Beleza e a Escola da Padaria Artesanal”, explicou Lúcia, destacando que na Escola de Beleza são oferecidos cursos de maquiador, manicure, depilador e design de sobrancelhas, assistente de cabeleireiros e próteses capilares.

Doria conversa com Ikesaki observado por Nomura e Ihoshi (Jiro Mochizuki)
Doria conversa com Ikesaki observado por Nomura e Ihoshi (Jiro Mochizuki)

Filhotes – Encerrado os discursos, os convidados participaram do tradicional ritual da bola da felicidade e andaram pelos corredores do Expo Center Norte.
Quem chegou logo após a cerimônia de abertura foi o candidato a governador, João Doria (PSDB), que percorreu a feira em companhia do vereador Aurélio Nomura e do deputado federal Walter Ihoshi.
Em entrevista ao Jornal Nippak, Doria disse que a “principal razão de estar aqui é apoiar essa iniciativa e reconhecer que quem gera empregos no Brasil é o setor privado. E esse setor terá sempre o nosso apoio”, garantiu, afirmando que pretende incentivar a realização de feiras e exposições. “Esse é um setor que gera empregos, gera oportunidades e ativa a economia, como a Beauty Fair, que começou pequena e hoje é a segunda maior do mundo”.
Segundo ele, “com toda a crise que o país atravessa, o Brasil manteve sua posição de quarto maior consumidor de produtos de higiene e limpeza do mundo – depois da China, Estados Unidos e Japão”. “Então, é muito importante que nós possamos incentivar mais feiras e mais exposições em São Paulo, e nós vamos incentivar não só com a privatização do Anhembi mas também estimulando que iniciativas como essas possam continuar crescendo e produzindo filhotes. Feiras quando atingem um determinado tamanho começam a ter filhotes e provalmente é o que vai ocorrer com a Beauty Fair próximos anos, isto é, mais empregos , mais oportunidades, mais ativação da econimia”, afirmou.

Impostos – Aurélio Nomura disse que o caminho é reduzir o percentual da alíquota sobre perfumaria, que “hoje é um escândalo”. “Acredito que ai teremos condições de impulsionar ainda mais este setor, gerando ainda mais empregos, que é o que necessitamos, principalmente num momento que a gente atravessa, com desemprego absurdo.
O deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) também destacou a importância da feira. “Uma das grandes conquistas do setor foi a redução dos impostos sobre os cosméticos. Quando comecei, o IPI era de 77%, hoje a redução dos impostos aliada à competência do setor de produção possibilitou o crescimento do mercado. Além disso a Beauty Fair reúne muitos cabeleireiros que também são profissionais de todos os portes, inclusive os pequenos, que são microempreendedores individuais. É uma feira que dá oportunidade para todas as pessoas”, destacou Ihoshi.

Comentários
Loading...