Ihoshi quer conhecer situação atual dos brasileiros na educação

Vice-primeiro-ministro Taro Aso (centro) com Walter Ihoshi
Vice-primeiro-ministro Taro Aso (centro) com Walter Ihoshi

Uma comitiva da cidade de Marília (SP), integrada pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB) e pelo presidente do Nikkey Clube de Marília, Keniti Mizuno, embarcou no último dia 9 para o Japão em missão oficial àquele país. O deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) e o empresário e diretor tesoureiro do Sindicato do Comércio Atacadista Alimentícios no Estado de São Paulo (Sagasp), Tokio Isobata, integram a comitiva. O retorno está previsto para o próximo dia 20. A agenda prevê visitas as cidades de Izumisano, Hamamatsu, Higashishiroshima e Tóquio.
O objetivo principal foi a assinatura do acordo de cidade irmã com Izumisano, cidade com cerca de 100 mil habitantes localizada na província de Osaka. A cerimônia de assinatura foi realizada nesta terça-feira (no Japão), conforme informou o deputado Ihoshi ao Jornal Nippak. O anúncio do convênio foi feito durante o Japan Fest deste ano, realizado de 19 a 22 de abril, na sede de campo do Nikkey de Marília e que contou com a presença do vice-prefeito da cidade japonesa, Yoshihiko Matsushita. Presente na cerimônia, o Nippak antecipou o acordo com exclusividade.
A parceria teve início com a doação de materiais de beisebol para a equipe do Nikkey de Marilia. Na ocasião, Daniel Alonso destacou o “momento histórico” para a cidade de Marília, que desde 1980 mantém convênio semelhante com outra cidade japonesa, Higashihiroshima, na província de Hiroshima.

Japan Fest deste ano contou com presença de vice-prefeito de Izumisano (4º, a partir da esq.) e Ihoshi (Arquivo/Aldo Shiguti)
Japan Fest deste ano contou com presença de vice-prefeito de Izumisano (4º, a partir da esq.) e Ihoshi (Arquivo/Aldo Shiguti)

Intercâmbio – O objetivo do arcodo de irmandade entre as cidades é a promoção de cooperação entre os municípios envolvidos, que pode acontecer em diversas áreas como a cultura, educação, saúde, transportes, meio ambiente e desenvolvimento econômico.
Após o acordo de e duas cidades, através da proposta feita por uma das prefeituras à outra, diversos protocolos podem ser elaborados e firmados para a troca de experiências sobre determinados assuntos, investimentos em projetos, intercâmbio de estudantes, especialistas e empresários, dentre outras possibilidades. Marília, por exemplo, em homenagem à parceria com Higashihiroshima, tem uma praça com o nome da cidade-irmã, além de outros três monumentos que homenageiam a relação da cidade com o Japão podem ser encontrados no jardim do Paço Municipal, tendo sido um deles inaugurado pelo Príncipe Mikasa na ocasião de sua visita.
As principais parcerias formadas entre as cidades aconteceram no âmbito da educação. A mais recente delas se deu em 2010, quando a prefeitura de Marília, por meio da Secretaria da Educação e em conjunto com a Associação Lótus Branco, firmou convênio entre escolas das cidades-irmãs para a consolidação do projeto Intereduca. O projeto tem como objetivo um intercâmbio cultural entre os países através da cooperação entre as escolas de Ensino Fundamental Antônio Ribeiro e Hachi Honmatsu, que realizam trocas de textos e vídeos entre os alunos dos dois países por uma plataforma na internet.
Em julho, Marília também fez parte do roteiro das cidades paulistas que receberam a visita da princesa Mako por ocasião das comemorações dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

Educação – Para o deputado federal Walter Ihoshi, a viagem “veio em bom momento”. “Estou aproveitando esta semana de feriados prolongados e montei também uma agenda particular, mais voltada para atividades de acompanhamento da comunidade brasileira residente no Japão”, informou Ihoshi ao Nippak.
Segundo o parlamentar, a ideia é aproveitar os últimos dias de seu mandato “para manter contato com a nossa comunidade no Japão e estreitar ainda mais as relações bilaterais entre Brasil e Japão”.
“Fui convidado para uma reunião em Hamamatsu organizada pelo cônsul geral do Brasil com a participação de representantes de brasleiros em Hamamatsu para tratar de diversos temas, entre eles, muito provavelmente a questão da educação e capacitação de brasileiros que vivem no Japão”, disse o parlamentar, acrescentando que também deve se reunir com a Diretoria para a América Latina do Gaimusho do Ministério dos Negócios Estrangeiros em Tóquio.
“Finalizando, na segunda-feira, dia 19, devo participar de uma reunião com o pessoal da associação das escolas brasileiras em Tóquio, oportunidade que devo visitar a escola do Walter Saito, em Saitama, para conhecer a situação atual da educação dos brasileiros naquele país, um dos pontos que mais preocupa quem mora hoje no Japão, principalmente em relação às crianças e aos jovens”, disse Ihoshi, explicando que também pretrende se inteirar da atual situação do visto para yonsei.
“Espero, ao final desta missão oficial, que eu possa coletar informações, atualizar as demandas e fazer um relatório para essa legislatura que se inicia no ano que vem. Também pretendo, de alguma forma, dar o encaminhamento necessário ainda este ano junto ao Minmistério da Educação e do Ministério das Relações Exteriores tão logo retornar”, disse Ihoshi.
(Com Portal da Prefeitura de Marília)

Comentários
Loading...