ERIKA TAMURA: Feira de Educação para brasileiros no Japão

No dia 22 de setembro, foi realizado na cidade de Kariya, em Aichi, a Feira de Educação, organizada pelo Consulado Geral do Brasil em Nagoia.
Participei do evento como coordenadora da ONG em que eu trabalho, onde ofercemos orientação psicológica e uma palestra sobre Bolsa de Estudos no Japão. A palestra foi ministrada pelo diretor da NPO SABJA, Alex Kaneko. Alex é um ex bolsista, e que por ter vivenciado toda essa experiência, procura compartilhar com os demais, o seu conhecimento para a obtenção de bolsa de estudo.
A feira, foi muito bem organizada, e contou com a presença maciça do público, que além das stands de instituições educacionais presentes no evento, ainda pôde aproveitar para assistir várias palestras interessantes. As palestras oferecidas foram: vida no Japão e ingresso escolar, legislação brasileira sobre a educação dos brasileiros no Japão, desafio global, educação a distância, profissão youtuber, intercâmbios, sistema educacional no Japão, dicas para ingressar nas universidades japonesas, bolsas de estudos nas universidades japonesas, hospitalidade japonesa, orientação profissional, comércio exterior, os passos depois do ensino médio, bilinguismo, o mundo da robótica, como se preparar para o mercado de trabalho no Japão.
Como podemos ver, tivemos acesso a assuntos bem interessantes, enriquecedores e o melhor, falado por pessoas que realmente entendem do assunto. E o público se mostrou muito interessado! O que é um ótimo sinal!
Sempre é muito difícil falar sobre a educação dos filhos para os brasileiros no Japão, é um desafio tão grande, pois falta interesse, falta informação, falta estrutura, falta muita coisa… Mas a feira veio para mostrar que existem os pais muito interessados na melhor forma de se educar os filhos, buscando informações, tentando solucionar os problemas, tirando dúvidas, e é assim que resumo o fim do evento: Sucesso!
A iniciativa do Consulado merece admiração, mas também acredito no trabalho em equipe. Eram tantas pessoas se dedicando para que o evento fosse um sucesso, que está aí o resultado. Poderia ter vindo mais gente? Sim, poderia. Mas aqueles que vieram não se arrependeram, tenho certeza que saíram de lá carregados de informações e animados com o futuro.
Por falar em futuro, para quem não sabe, o sobrenome do cônsul brasileiro em Nagoia, é Futuro. Sr. Nei Futuro Bitencourt, é um cônsul muito empenhado e preocupado com a educação dos jovens brasileiros no Japão, tem feito um excelente trabalho em sua jurisdição, e acho que esse sobrenome não é a toa.
Tive o prazer de conversar alguns minutos com o cônsul Nei e, ele me contou uma história que não sai da minha cabeça. Nei, de família de classe média do Rio de Janeiro, a mãe professora, conseguiu proporcionar-lhe uma educação de qualidade em colégios tradicionais. E, quando fez a prova do Rio Branco, para o ingresso na carreira diplomática, preencheu o seu currículo com as atividades que já havia exercido, como recepcionista. Os seus colegas que também prestaram a prova do Rio Branco, na sua maioria filhos de diplomatas, viram o seu currículo e riram. A sua origem humilde não o desanimou para que chegasse onde chegou. Como foi possível a ascensão e equiparação do Cônsul Nei? A resposta para isso é uma só: Educação!
Já contei uma vez, mas vou voltar a falar, porque é muito interessante. O psicólogo que trabalha na NPO SABJA, dr. Irineu Silva, era cortador de cana no interior de São Paulo. E ele sempre dizia que seria psicólogo um dia, todos riam dele, diziam que filho de bóia fria vai morrer bóia fria. E novamente a situação se reverteu, através da educação.
E é assim, com a educação é que se quebram todas as barreiras, e os horizontes se ampliam. Sempre falo isso para os meus filhos, não dependam de nada, para chegar ao topo basta educação.
Portanto, tomo a liberdade de dizer que, esses pais e jovens que estiveram presentes na feira de educação, são aqueles que estão um passo a frente para o sucesso.

Comentários
Loading...