Dispositivo de filtragem de lubrificantes para máquinas já está disponível no mercado brasileiro

Miura, diretor Superintendente, e Hoshino, gerente de Área da América do Sul em visita à redação (Nikkey Shimbun)
Miura, diretor Superintendente, e Hoshino, gerente de Área da América do Sul em visita à redação (Nikkey Shimbun)

Outra tecnologia japonesa de classe mundial está chegando ao Brasil. Em setembro, a Nihon Roka Kogyo, que produz e comercializa o Miracle Boy – dispositivo de filtragem de óleo industrial – montou uma base de vendas em São Paulo e demonstra vontade de investir no mercado brasileiro. A sede da empresa fica na cidade de Fuji, na província de Shizuoka.
No mês passado, em visita à redação do Nikkey Shimbun/Jornal Nippak, o diretor superintendente, Miura, e o gerente de Área da América do Sul, Hiroshi Hoshino disseram que o carro-chefe da empresa, Miracle Boy, é utilizado pelas indústrias para filtrar o óleo de máquina e manter suas propriedades sempre renovadas. Uma pesquisa mostrou que uma fábrica de papeis que utiliza este equipamento está mantendo a qualidade do lubrificante como novo apesar de reutilizar o mesmo óleo de máquina durante cerca de 30 anos.

Produto extrai a umidade e retira os componentes oxidados (Nikkey Shimbun)
Produto extrai a umidade e retira os componentes oxidados (Nikkey Shimbun)

Durante o processo de filtração, o produto extrai a umidade e retira os componentes oxidados, mantendo, porém, a viscosidade e a pureza original do fluido. O óleo limpo evita que a sujeira se acumule no interior do mecanismo e reduz a frequência dos enguiços das máquinas.
O diretor superintendente Miura explica: “Grande parte das falhas mecânicas pode se originar do óleo sujo em seu interior. Se considerar as despesas de compra de lubrificante novo e nos custos de manutenção das máquinas, o Miracle Boy pode ser muito vantajoso”.
O produto também é recomendável do ponto de vista da proteção ambiental. Por exemplo, dizem que 2,5 toneladas de dióxido de carbono são geradas só para processar 1 metro quadrado de óleo residual resultante da troca de lubrificante das máquinas industriais. Segundo Hoshino: “Reduzindo o descarte de óleo velho e consequentemente reduzindo a emissão de gás carbônico, estaremos colaborando ao meio-ambiente”.
Um tubo acoplado conduz o lubrificante da máquina industrial ao Miracle Boy que, em seguida, filtra o óleo que será reconduzido novamente para a mesma máquina. A facilidade em acoplar a uma máquina pré-existente permite que o dispositivo possa ser instalado até mesmo junto a um motor de embarcações de porte gigante. Atualmente, a empresa vende 20 mil unidades no mundo todo.
O diretor Miura promete: “Não existe outro dispositivo de filtragem semelhante no mundo. Acreditamos que ele gere redução de custo a um prazo longo e que há mercado em um país em desenvolvimento industrial como o Brasil. Gostaria muito que considerassem a aquisição”. Para maiores informações, entrar em contato com o Gerente de Área da América do Sul Hoshino (hoshino@roka.co.jp).

Comentários
Loading...