Com recorde de inscritos, Daniel Kenji Ishii e Carla Ziliotto vencem o Honda Open – Nikkey do Brasil

Kenji Ishii comemora birdie no 18 e título do Honda Open - Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil (Thais Pastor/F2 Comunicação)
Kenji Ishii comemora birdie no 18 e título do Honda Open – Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil (Thais Pastor/F2 Comunicação)

O carioca Daniel Kenji Ishii e a paulista Carla Ziliotto venceram de ponta a ponta o 48º Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil, disputado nos dias 3 e 4 de novembro, no campo de 27 buracos do PL Golf Club, em Arujá (SP). Realizado pela Associação Nikkey de Golfe do Brasil com apoio da Confederação Brasileira de Golfe, da Federação Paulista de Golfe, da Associação Brasileira de Golfe Sênior, e do Consulado do Japão em São Paulo, e patrocínio Master da Honda, o torneio integrou as comemorações dos 110 Anos da Imigração no Brasil com um recorde, coroando o sucesso de mais uma edição. Comandado por Muneki Tikasawa, presidente da ANB e sua incansável equipe, este ano o torneio recebeu 223 inscrições , sendo 174 homens e 49 mulheres, com idades dos 12 aos 91 anos, representando 30 clubes de sete estados – São Paulo, Paraná, Pará, Amazonas, Bahia, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Muneki Tikawasa e cônsul Yasushi Noguchi com Daniel Kenji Ishii e Pedro Nagayama (Thais Pastor/F2 Comunicação)
Muneki Tikawasa e cônsul Yasushi Noguchi com Daniel Kenji Ishii e Pedro Nagayama (Thais Pastor/F2 Comunicação)

A conquista de Kenji, do Itanhangá, número 4 do ranking brasileiro, foi ainda mais significativa por ele nunca ter jogado antes no campo do PL. Isso não o impediu de fazer um eagle e cinco birdies no primeiro dia e mais seis birdies no segundo, incluindo três nos quatro buracos finais, para jogar duas voltas de 68 e vencer com 136 tacadas, oito abaixo do par. Pedro Nagayama, do São Fernando, número 1 do ranking paulista, ficou em segundo com 143 (73-70) tacadas, com a única volta abaixo do par da semana, além das duas do campeão.
Guilherme Grinberg, do São Paulo, campeão brasileiro pré-juvenil de 2018, terminou em terceiro, com 147 (73-74). Shozo Karasawa, do Vista Verde, um dos maiores campeões do golfe sênior brasileiro, que saiu no foursome final, também fez bonito ao terminar em quarto, com 154 (76-78), jogando ao lado de três meninos cujas idades somadas não chegavam à sua. Hirai Alex Yugo, do São Fernando, que defendia o título em busca sua quarta vitória no Nikkey (foi campeão em 2017, 2015 e 2004) terminou em quinto, com 157 (83-74), sem conseguir se recuperar da má estreia.
Shozo foi o campeão da categoria A, com handicaps até 15, com 142 tacadas (-2), seguido por Seizo Yano, do PL, com 143, e por Gui Grinberg, que também somou 143 net, mas ficou em terceiro nos critérios de desempate. Na categoria B, para handicaps de 16 em diante, dobradinha do Itapeva, com Ricardo Hiraichi campeão, com 135 (-9), seguido por Claudio Yoshizo Yui, com 142. Christian Kenzo Ishihara, do PL, completou o pódio, com 144.

Seniores e Superseniores – Na categoria sênior scratch (55 anos ou mais), o campeão foi Teruo Tamura, do Alphaville (PR), com 158 (83-75) tacadas. Ele ganhou também a Taça Associação Brasileira de Golfe Sênior. Em segundo ficou Takaharu Fukada, do PL, grande incentivador do golfe profissional, com 165 (84-81). Entre os seniores com handicap até 15, venceu Kunio Ishihara, do PL, que superou Fumito Tashiro, do Campinas, nos critérios de desempate, depois que ambos empataram com 140. Jorge Nagai, do Paradise, ficou em terceiro, com 146.
Entre os seniores de handicap mais altos, vitória para Hideo Kawasaki, com PL, com 139 tacadas, seguido por Milton Akio Sato, do Santa Mônica, com 141, e por Alfredo Yoshito Koga, do Clube dos 500, com 142. Na Supersênior (75 anos ou mais), Shigeharu Babazono, do PL, foi campeão, com 132 tacadas, seguido por Coitiro Tacahashi, do Guarapiranga, com 132, e por Minoro Doi, do Lago Azul, com 133.

Scratch feminino: Carla Ziliotto e Miki Kojima com Tikasawa (Thais Pastor/F2 Comunicação)
Scratch feminino: Carla Ziliotto e Miki Kojima com Tikasawa (Thais Pastor/F2 Comunicação)

Feminino – Entre as mulheres, Carla Ziliotto, do Arujá, conquistou de ponta a ponta o tricampeonato do Nikkey do Brasil e seu nono título do torneio, com 155 (78-77) tacadas. Miki Kojima, do PL, surpreendeu outras favoritas ao ser vice-campeã, com 164 (83-81), seguida por Stela Miyagi, do Arujá, com 172 (84-88), Sueli Miyuki Horii, do Paradise, com 175 (90-85) e por Akiko Kawasaki, do PL, com 179 (95-84).
Já na classificação com handicap, dobradinha do PL. Akiko Kawasaki foi campeã com 145 tacadas, e Harumi Shibagaki vice, com 146. Vera Lucia Nagano, do Alphaville, também somou 146, mas ficou em terceiro nos critérios de desempate.

Idades – Na categoria sênior feminina, Helena Miyaguti, do São Fernando, venceu com 180 (93-87) tacadas, seguida por Marise Sawada, do Arujá, que fez a melhor volta da turma para ser a vice-campeã com 181 (95-86). Na categoria feminina sênior com handicap, venceu Sadako Kuramochi, do Guarapiranga, com 145, seguida por Keiko Amano, do PL, com 147, e por Teresinha Mugiuda, do Arujá, com 149.
A categoria supersênior feminina, para mulheres com 70 anos ou mais, teve como campeã Miriam Yuki, do São Fernando, com 153 tacadas, seguida por Lucia Sumikawa, de Ponta Grossa, com 158, e por Hideko Bando, do PL, com 159. Miyoko Higashi, de Bastos, terminou em oitavo lugar, com 169 tacadas, mas recebeu uma homenagem especial por ter sido o golfista de maior idade entre todos os participantes, homens e mulheres, com 91 anos completados na sexta-feira, 2 de novembro. Pedro Miyata, de apenas 12 anos, do São Fernando, também recebeu uma homenagem como o mais jovem em campo.

Cônsul Yasushi Noguchi discursa durante cerimônia do Honda Open - Nikkey de Golfe (Thais Pastor/F2 Comunicação)
Cônsul Yasushi Noguchi discursa durante cerimônia do Honda Open – Nikkey de Golfe (Thais Pastor/F2 Comunicação)

Premiação – A mesa de premiação foi composta por Muneki Tikasawa, presidente da Associação Nikkey de Golfe do Brasil; Ichiro Amano, presidente do PL; Yasushi Noguchi, Consul Geral do Japão em São Paulo; Otavio Mizikami, diretor da Honda Automóveis; Mario Numada, presidente do Arujá GC; Euclides Gusi, presidente da CBG; Mauro Batista, diretor executivo da FPG; Eduardo Sakamoto, da All Nippon Airways; Roberto Nishio, representando a Sociedade de Cultura Japonesa; Yoshiharu Kikuchi, presidente do Comitê Executivo da Comissão para a Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil; Tulio Tsuru, da United Airlines; Valter Takeo Sassaki, diretor presidente do Nippon Country Club; e Takaharu Fukada.

Muneki Tikasawa, presidente da Associação Nikkei de Golfe do Brasil (Thais Pastor/F2 Comunicação)
Muneki Tikasawa, presidente da Associação Nikkei de Golfe do Brasil (Thais Pastor/F2 Comunicação)

Sorteios – No final foram sorteados dezenas de valiosos brindes oferecidos pelos patrocinadores e apoiadores, com destaque para uma passagem de ida e volta para o Japão em Classe Executiva, oferecida pela Ana – United, ganha por Toshiaki Shitara, do Lago Azul. Destaque ainda para dois quadros do artista plástico Manabu Mabe, ofertadas pelo irmão Sunao Mabe, e ganhos por Chiaki Takeda e Cesar Toshio Oda.
O 48º Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil teve patrocínio Master da Honda Automóveis do Brasil, que ofereceu como prêmio para hole-in-one nos seis buracos de par 3 do campo, um automóvel Honda HR-V em três deles e uma moto Honda CBR 650F nos outros três. Ao todo, os 213 jogadores tiveram quatro chances para ganhar o prêmio em cada dia, num total de mais de 1600 tentativas, mas ao contrário de 2017, quando saiu o carro, este ano ninguém conseguiu levar o prêmio.
(Da Federação Paulista de Golfe)

Comentários
Loading...