Clubes recreativos são homenageados por incentivar a prática de esportes e a cultura

Durante dois dias, os pequenos enfrentaram cerca de 6 horas diárias de competição e muita interação (Divulgação)
Durante dois dias, os pequenos enfrentaram cerca de 6 horas diárias de competição e muita interação (Divulgação)

Mais de 200 pessoas se reuniram para participar da 10º edição do Festival de Beisebol, Taça Kunio Shinozaki, realizado entre os dias 18 e 19 de agosto, no campo do Associação Bunkyo, em São José dos Campos.
O festival, realizado pelo Departamento de Beisebol e Softbol da Sociedade Bunkyo, reuniu 100 jovens atletas de diversas cidades de São Paulo, entre elas São José dos Campos, São Paulo, Arujá e Mogi das Cruzes. Na disputa, seis equipes, todas na categoria tbol (iniciantes), entre 4 e 10 anos de idade.
Durante dois dias, os pequenos atletas enfrentaram cerca de seis horas diárias de competição e muita interação. Cada partida teve duração média de 1h15. E após a maratona esportiva, todos ganharam troféus, porque o torneio tem o objetivo de incentivar a prática do esporte.
“Embora seja um esporte americano, nossos ancestrais trouxeram essa cultura e os costumes do beisebol. É muito importante mantermos esses laços culturais”, disse o ex-treinador e atual diretor do Departamento de beisebol do Bunkyo, Edson Hayashi.
Para Lina Ito, também membro da diretoria de beisebol do clube, “o esporte dá oportunidade para que crianças, aqui no Brasil, conheçam um esporte muito amado no Japão.”
O tradicional torneio também foi marcado pelo motiyori –lanche comunitário preparado pelas mães dos pequenos atletas.
Para Edson Hayashi, o esporte também ensina lições. Palavras como arigatou (obrigado), tomodati (amigo), “sensei” (técnico, professor), “itadakimassu” (obrigado pela refeição ou bom apetite!) são ensinadas às crianças durante a prática do beisebol.
“Acreditamos que duas palavras são essenciais na formação dessas crianças: Arigatou e Tomodati. A primeira significa Obrigado. Temos de agradecer sempre aos técnicos, aos pais, aos colegas, ao local de treinamento dos jogos, ao material que utilizamos, por toda a alegria e aprendizado que se recebe praticando este esporte”.
A segunda, segundo ele significa Amigo. “Nesses anos de beisebol criamos laços fortes de amizade, tanto atletas, como pais. E isso levamos para a vida toda!”completou.

Festival contou com a participação de cerca de 100 atletas de diversos clubes (Divulgação)
Festival contou com a participação de cerca de 100 atletas de diversos clubes (Divulgação)

O beisebol em São José – Em São José dos Campos, o esporte ganhou espaço na década de 50 nos clubes BBC e Orion e se fortaleceu com a formação de atletas e de equipes competitivas na antiga fábrica da Kanebo. Um dos treinadores, o Sr. Kunio Shinozaki, que nomeia o tradicional campeonato, se dedicou e apoiou o esporte até o início dos anos 2000 e se tornou um símbolo da divulgação do esporte na cidade. A prática da modalidade só cresceu entre as décadas de 1980 e 1990, com os treinos realizados na antiga sede do clube Bunkyo. Parques e quadras também serviram de cenário para manter viva a prática do esporte na cidade até os dias atuais.

Homenagens – A Câmara de São José aprovou, por unanimidade, moção de congratulação do vereador Walter Hayashi aos clubes recreativos da colônia Japonesa de São José dos Campos. Foram parabenizadas a Associação Cultural Nipo-Brasileira – BBC-SJC, o Clube Recreativo Orion, a Associação Cultural Jardim Paraíso, a Associação Nikkey São José dos Campos e a Sociedade Bunkyo de São José dos Campos pelos relevantes serviços prestados à comunidade nipo-brasileira de São José dos Campos, no sentido de preservar e disseminar a cultura, os valores e as tradições dos primeiros imigrantes japoneses no Brasil.
“Neste ano em que comemoramos os 110 anos da imigração japonesa no Brasil devemos lembrar daqueles que como muita luta se uniram e permanecem unidos em torno de uma organização ou associação desportiva e cultural para preservar e disseminar os valores, a cultura e as tradições japonesas”, disse o vereador Walter Hayashi. Segundo ele, a parabenização é o justo reconhecimento pelo empenho que as organizações desportivas e culturais vêm mantendo, ao longo de suas existências.

Comentários
Loading...