64º Tooro Nagashi de Registro começa nesta quinta-feira

Neste ano, organizadores prepararam 110 tooros especiais em homenagem aos 110 Anos da Imigração (Wagner Assanuma)
Neste ano, organizadores prepararam 110 tooros especiais em homenagem aos 110 Anos da Imigração (Wagner Assanuma)

Nesta quinta e sexta-feira (dias 1 e 2), Registro (SP), no Vale do Ribeira, será palco do tradicional Tooro Nagashi, que este ano chega a sua 64ª edição com novidades. Pioneiro no país – e também o mais famoso – a cerimônia de cunho religioso em homenagem aos mortos ganha este ano um dia a mais – o sábado (3) – e também o selo das comemorações dos 110 Anos da Imigração Japopnesa no Brasil – é o evento oficial de Registro.
Realizado pela Associação Cultural Nipo-Brasileira – Bunkyo, pela Associação Cultural e Esportiva – ACER e pela Federação das Entidades Nikkeys do Vale do Ribeira (Fenivar), em parceria com a Prefeitura de Registro, a expectativa é receber um público estimado em cerca de 25 mil pessoas, incluindo caravanas de outras localidades, principalmente da Capital.
Como antecipou o Jornal Nippak, por se tratar de uma ocasião especial, a Comissão Organizadora também prestará uma homenagem a seis ex-presidentes que estiveram à frente tanto do Bunkyo de Registro como da Acer. São eles: Hideo Nasuno, Satoru Sasaki, Isao Takiute e Rubens Shimizu, além de duas homenagens póstumas: Kuniei Kaneko e Kiyoshi Seimaru.
Além das tradicionais apresentações de danças – minyo, bom odori e matsuri dance – e de Wadaiko, a programação artística terá o reforço do cantor Joe Hirata. Autor da música-tema dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil – que compôs em parceria com Julinho Bocajo – Joe Hirata estará se apresentando no palco montado na Praça Beira Rio por volta das 21h15 de sábado.
A cerimôia de abertura, nesta sexta-feira, terá a presença do embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e do cônsul adjunto do Consulado Geral do Japão em São Paulo, além de autoridades locais.

(Wagner Assanuma)
(Wagner Assanuma)

Tooro especial – O ponto alto é a soltura dos tooros (barquinhos contendo velas acesas), que acontece ao anoitecer do dia 2 (sexta). Iluminados, seguem a correnteza das águas do Rio Ribeira de Iguape em homenagem aos parentes que partiram.
Em cada tooro (que é confeccionado com madeira, bambu e papel colorido) os familiares colocam o nome dos homenageados, escrito em português ou em japonês. Este ano, além dos “tooros tradicionais”, com 24 centímetros de altura por 13 centímetros nas laterais – que estão sendo vendidos a R$ 25,00 – os organizadores também estão disponibilizando um “tooro especial dos 110 Anos”, com 48 cm de altura por 29 cm nas laterais. São 110 tooros especiais ao preço de R$ 100,00 cada. – Os barquinhos podem ser adquiridos pela internet, no site: www.tooronagashi.com.br ou na Secretaria do Bunkyo de Registro pelo telefone: 13/3822-4144 / 3822-2865. Ou ainda no dia do evento.

Apesar da programação artística, evento não esquece suas raízes (Wagner Assanuma)
Apesar da programação artística, evento não esquece suas raízes (Wagner Assanuma)

Cunho religioso – O presidente do Bunkyo de Registro, Irineu Makoto Kawajiri, e o presidente da ACER, Mario Soshin Sakugawa, explicam que, apesar do cunho festivo, o principal objetivo do Tooro Nagashi é reverenciar os antepassados já falecidos. Por isso, Sakugawa e Kawajiri chamam a atenção para a programação religiosa, que tem início no dia 1, com a Cerimônia Inter-religiosa no Monumento das Almas e que este ano, seguindo o rodízio estabelecido, será conduzido pela Igreja Episcopal Anglicana.
No dia 2, por volta das 9 horas, acontece o Culto da Seicho-no-Ie às Vítimas de Acidentes da BR 116, com a participação das demais religiões, e também no dia 2, por volta das 18 horas – pouco antes da soltura dos tooros – é celebrado um Ato Inter-religioso para as almas dos antepassados.

Joe Hirata estará se apresentando no sábado (Arquivo/Aldo Shiguti)
Joe Hirata estará se apresentando no sábado (Arquivo/Aldo Shiguti)

Sobre o Tooro Nagashi – O Tooro Nagashi é uma homenagem aos mortos vítimas do Rio Ribeira de Iguape. É um culto ecumênico com pequenos barquinhos iluminados por velas coloridas, feitos artesanalmente e soltos no Rio. Ao soltarem os barquinhos, os participantes da cerimônia iluminam o caminho dos espíritos e fazem pedidos de paz. Além da celebração religiosa, há comidas e danças típicas japonesas. No Brasil, a cidade de Registro, no Estado de São Paulo, marco da colonização japonesa no País, é pioneira na celebração do Tooro Nagashi, realizado no início de novembro por ocasião do Dia de Finados.

PROGRAMAÇÃO DO 64º TOORO NAGASHI

DIA 1°/11 (quinta-feira)

Local: Cemitério da Saudade
09H: Cerimônia Inter-religiosa no Monumento das Almas
Local: Praça Beira Rio
19H: Wadaiko do Bunkyo de Registro
19H30: Apresentação de Danças de Minyo Yamato-Kai
20H: Bon Odori
22H30: Matsuri Dance
00H: Encerramento

Dia 2/11 (sexta-feira)

Local: Próximo à ponte
09H: Culto da Seicho-no-Ie às Vítimas de Acidente na BR 116 com a participação de todas as religiões
Local: Praça Beira Rio
11H: Almoço
11H: Wadaiko do Bunkyo de Registro
13H – 17H: Oficina de Origami (Secretaria de Cultura)
13H30: Oficina de Tai Chi Chuan (Secretaria de Cultura)
14H30: Kenko Taisso (Associação Kenko Taisso do Brasil)
14H45: Concurso de Cosplay
17H: Cerimônia de Purificação das águas do Rio Ribeira de Iguape
18H: Ato Inter-religioso para as almas dos antepassados
19H: Tooro Nagashi (soltura de barcos)
19H45: Kenko Taisso
20H: Abertura
20H20: Apresentação de Danças de Minyo Yamato-Kai
20H30: Wadaiko do Bunkyo de Registro
21H: Bon Odori
22H: Queima de Fogos
22H15: Bon Odori
23H: Matsuri Dance
00H: Encerramento

DIA 3/11 (sábado)

19H: Wadaiko do Bunkyo de Registro
19H30: Apresentação de Danças de Minyo Yamato-Kai
20H: Diálogo Musical Wadaiko e Atabaque
20H30: Entrega da Premiação do Concurso de Cosplay
20H45: Karaokê
21H15: Joe Hirata
22H45: Matsuri Dance
00H: Encerramento

(*) Programação sujeita à alteração sem aviso prévio

Comentários
Loading...