22ª edição do Festival das Cerejeiras acontece em três dias

O “trenzinho” estará à disposição dos visitantes, que poderão contemplar a beleza das cerejeiras (Arquivo/Aldo Shiguti)
O “trenzinho” estará à disposição dos visitantes, que poderão contemplar a beleza das cerejeiras (Arquivo/Aldo Shiguti)

Um sonho antigo, um feriado estadual – 9 de julho, Dia da Revolução Constitucionalista – e as comemorações dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. Junte tudo isso e o resultado será um dia a mais na 22ª edição do Sakura Matsuri – Festival das Cerejeiras Bunkyos –, que este ano será realizado de 7 a 9 de julho, no Centro Esportivo Kokushikan Daigaku, em São Roque (SP). “Com o feriado de 9 de julho justamente na segunda-feira, acreditamos que poderíamos oferecer ao público um dia a mais para aproveitar o Sakura Matsuri”, explica o coordenador da festa, Celso Mizumoto.
Para a presidente da Comissão Organizadora, Teruco Kamitsuji, “foi uma série de felizes coincidências”. “Já vínhamos amadurecendo a ideia de realizar o evento em três dias há muito tempo, pois recebíamos algumas reclamações de pessoas que não conseguiam sequer chegar até o local”, conta Teruco, antecipando que “faremos uma experiência, mas futuramente podemos estudar a possibilidade de realizar o festival em dois finais de semana”.
“O objetivo é aproveitar a estrutura que é montada para o evento e que dá muito trabalho. E sairia mais barato, também”, afirma a presidente, acrescentando que “todo o pessoal, incluindo a Diretoria do Bunkyo e os bazaristas, toparam na hora fazer o desafio.

Legado – Celso Mizumoto, que também é vice-presidente da Comissão de Administração do Centro Esportivo Kokushikan Daigaku, destaca que o Sakura Matsuri também é uma “excelente oportunidade” para que mais pessoas possam conhecer as obras de melhorias e infraestrutura que estão sendo feitas no local. “Será um legado dos 110 anos”, conta Mizumoto, explicando que o projeto encontra-se em fase de execução. “As obras devem ter início no final de outubro. Estamos indo de vento em popa”, diz Celso, lembrando que 70% do valor arrecadado com os sorteios filantrópicos dos 110 Anos da Imigração Japonesa, que no dia 24 sorteou um Toyota Prius e no dia 7 de julho sorteará um Honda Civic pela extração da loteria federal, serão destinados para o Kokushikan.
Novidades – Para o Sakura Matsuri, os visitantes também poderão constatar melhorias. O acesso da entrada até o local do evento é uma delas. “Mudamos o acesso da entrada e da saída, que não mais se cruzarão como antes, aliviando o tráfego de veículos e, consequentemente, os congestionamentos”, afirma Teruco, antecipando que a sinalização também mereceu uma atenção especial dos organizadores.
As longas filas dos banheiros – em especial os femininos – também estão com seus dias contados “Construímos mais 14 banheiros além dos dez que já existiam e dos banheiros químicos”, avisa Celso, revelando que também a praça de alimentação terá novidades.
“Além das entidades nipo-brasileiras da região, que estarão vendendo os mais variados pratos da culinária japonesa, estamos ampliando o espaço para os novos fornecedores. Com isso, criamos o Restaurante VIP”, conta o coordenador, lembrando que os visitantes encontrarão ainda opções gastronômicas da Alemanha, Itália e Portugal, entre outros países.

Praça de Alimentação é um dos pontos altos do festival (Arquivo/Aldo Shiguti)
Praça de Alimentação é um dos pontos altos do festival (Arquivo/Aldo Shiguti)

Outra área ampliada foi a dos brinquedos. E como no ano passado, a Ciranda Cultural será montada sob as cerejeiras. “Teremos oficinas de pipas, com o engenheiro Ken Yamazato, exposição e oficina de bonsai, exposição e oficina de cerâmica, vivência de ikebana e workshops de origami e patchwork, além da cerimônia do chá – ao lado do Ginásio de Esportes”, destaca Teruco, acrescentando que o público também poderá participar da sétima edição do Concurso Bunkyo de Fotografias.

Novidade em 2017, Ciranda Cultural será outro atrativo (Arquivo/Aldo Shiguti)
Novidade em 2017, Ciranda Cultural será outro atrativo (Arquivo/Aldo Shiguti)

Atrações – Para tornar a locomoção mais fácil dentro do Kokushikan, a exemplo dos anos anteriores será oferecido o serviço gratuito do “trenzinho”.
Já na programação de palco, destaques para os grupos folclóricos que estarão representando países como a Alemanha e a Áustria, e o grupo Kaizen de Yosakoi Soran de São Carlos, além dos cantores Ricardo Nakase e da convidada internacional, Mariko Nakahira.
Tudo, é claro, para valorizar ainda mais o espetáculo da florada dos cerca de 400 pés de cerejeiras que devem atingir seu auge nos dias da festa. No local estão plantadas as variedades Himalaia, Yukiwari e Okinawa (a maioria).

22º Sakura Matsuri – Festival das Cerejeiras Bunkyos
Quando: Dias 7, 8 e 9 de julho, das 10 às 17h
Onde: Centro Esportivo Kokushikan Daigaku (Estrada do Carmo, 801 – Bairro do Carmo – São Roque)
Entrada franca (contribuição por veículo: R$ 35,00 – concorre ao sorteio de uma TV)
Informações pelo telefone: 11/3208-1755

O 22º Sakura Matsuri – Festival das Cerejeiras Bunkyos conta com realização e coordenação do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Associação Cultural e Esportiva Vargem Grande Paulista, Associação Cultural de Mairinque, Associação Mallet Golf Kokushikan e Cotia Seinem Renraku Kyoguikai

Para quem for de ônibus
Para quem for de ônibus, há serviço de transporte fretado saindo da sede do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – próximo à estação São Joaquim do metrô). A contribuição é de R$ 35,00 (ida e volta) e é necessário retirar o bilhete antecipadamente na Secretaria do Bunkyo.
Horários de saídas dos ônibus do Bunkyo:
Sábado (7 de julho): às 8h (retorno às 16h), às 8h30 (retorno às 16h30) e 9h (retorno às 17h)
Domingo (8 de julho): às 8h (retorno às 16h); às 8h15 (retorno às 16h15) e às 9h (retorno às 17h)
Segunda-feira (feriado de 9 de julho): às 8h (retorno às 16h) e às 8h30 (retorno às 17h)
Mais informações pelo telefone: 11/3208-1755

PROGRAMAÇÃO DE PALCO

SÁBADO (07/07)

A cantora Mariko Nakahira se apresentará no sábado (Arquivo/Aldo Shiguti)
A cantora Mariko Nakahira se apresentará no sábado (Arquivo/Aldo Shiguti)

10H55: Ken Yamazato
11H00: Associação Kenko Taisso do Brasil
11H15: Mariko Nakahira
12H00: Cerimônia de Abertura
13H00: Acal / Kumamoto Rizumu Melody Dance
13H15: Ballet Val Santos
13H45: Sergio Tanigawa
14H15: Grupo de Danças Folclóricas Alemãs Tranzfreunde
14H50: Kitsume – Acesa
15H10: Ricardo Nakase
15H45: Kendo Kokushikan
16H00: Encerramento

DOMINGO (08/07)

 

Associação Kenko Taisso do Brasil é outro destaque do festival (Arquivo/Aldo Shiguti)
Associação Kenko Taisso do Brasil é outro destaque do festival (Arquivo/Aldo Shiguti)

10H20: Ken Yamazato
10H40: Associação Kenko Taisso do Brasil
11H10: Mariko Nakahira
11H55: Sawalef – Dança do Ventre
12H25: Gold und Silber (Alemanha)
12H55: Akemi Matsuda – Embaixadora Kawaii do Brasil
13H15: Corpus Line
13H50: Kaizen Yosakoi Soran (São Carlos)
14H15: Grupo Tomo no Kai (São Carlos)

SEGUNDA (09/07)

11H30: Ken Yamazato
11H55: Associação Muguen-Kan Karatê-Do Kobudo (Cotia)
12H15: Mallet Marisa Éscher
12H45: Takeshi Nishimura
13H15: Associação Ibiunense de Artes Marciais Professor Horigome
13H35: Ricardo Nakase
14H30: Edson Saito e Y.ES Band

15H00: Encerramento

*Programação sujeita a alteração sem aviso prévio

Comentários
Loading...